Como cuidar bem do seu Android


Android LoverEstamos em uma era em que praticamente todo mundo tem um smartphone em mãos. Ao sair de casa, na lista básica, além das chaves e documentos, o smartphone não pode faltar. E além disso ele é utilizado para grande parte das tarefas simples do dia-a-dia: atualizar as redes sociais, tirar fotos, compartilhamento de arquivos, leitura de e-mails, escutar música, aquela alterada rápida em algum documento, ver se o ônibus está chegando, lembrar de tomar aquele remédio, controlar as finanças, e a lista se estende, pois as possibilidades de uso de um smartphone não acaba. E a cada dia que passa ficamos mais dependentes dele estar funcionando.
Porém, assim como toda tecnologia que fica popular, muitos não se atentam a pesquisar a forma correta de usar ou até mesmo de cuidar do seu equipamento para não ter a surpresa de ficar sem ele em um dia ou semana importante ou pior: perder todos os dados que tinha apenas nele. Por isso aqui vão dicas de ouro para você seguir para cuidar bem do seu Android e estar sempre preparado e se algo acontecer você saber contornar a situação com calma e segurança.



Lembrar do e-mail e senha da conta utilizado no aparelho

O mais importante primeiro. Ao adquirir um celular novo [ou usado que foi restaurado de fábrica] é comum que uma das primeiras coisas que ele te peça antes de você começar a utilizar o aparelho é a inserção ou criação de uma senha nova (preferencialmente Google/GMail). Isso não é uma frescura e muito menos algo sem importância. Essa conta será responsável por sincronizar dentre tantas coisas os seus contatos, e-mails e dará acesso a loja da aplicativos do Android, a Google Play. Se algo acontecer ao seu aparelho algum dia e você precisar restaurar de fábrica novamente ou até mesmo trocar de aparelho, é com essa conta que será possível recuperar seus contatos e todas as configurações de aplicativos que você tem.
Essa conta também irá auxiliar em outras coisas que abordaremos mais pra frente. Então se você já está com aparelho ativo e funcionando, trata de verificar qual é o e-mail utilizado, pois isso é o mais importante para proteger e recuperar os seus dados em alguma eventualidade.
E se você ainda não colocou ou criou uma conta, faça isso. Aos que já tem um e-mail, dê preferência por usar uma conta Google. O Android é da Google e usar uma conta correspondente deixa a compatibilidade maior com os aplicativos da empresa (que em grande parte dos aparelhos já vem pré instalados) trazendo também uma experiência melhor para o nós usuários.

Backup de fotos com o Google Fotos

Google Fotos
Para você que não sabe, o Google Fotos é um serviço para armazenamento e gerenciamento de fotos. Como dito na dica anterior, geralmente a conta utilizada para se utilizar com o aparelho é uma Google/GMail. Nesse caso isso é uma excelente ideia para você dar um pulo no aplicativo do Google Fotos e ativar o backup (salvamento) automático das suas fotos do celular para o serviço. A primeira vez que você abrir o app, ele já fará a pergunta automaticamente. Caso isso não aconteça, vá no menu lateral e depois em "Pastas do dispositivo". Nessa tela, escolha as pastas que quer que o aplicativo faça backup automático e clique símbolo da nuvem para ela ficar azul com uma seta branca apontando pra cima. As pastas que tiverem uma nuvem clara com um risco não receberam backup automático.
Fazendo isso, todas fotos que você tirar com a câmera do celular serão salvos na sua conta particular do Google Fotos. Por padrão, o backup só ocorre se o celular estive conectado em uma rede Wi-Fi, para que seu plano de dados não seja esgotado mais rápido por conta do upload dos arquivos mais pesados. Mas você pode facilmente mudar essa configuração e permitir que ele faça o backup mesmo conectado em um rede 3G/4G.
Se você quiser, e/ou precisar, poderá acessar essas fotos através de qualquer computador conectado a internet acessando sua conta no endereço photos.google.com. Lá você poderá procurar uma foto por data ou apenas digitando o que tem na imagem. É simples do jeito que você pensou agora. Por exemplo: se você estiver procurando uma foto que você tirou com seu cachorro, digite "cachorro" e ele lhe mostrará todas as fotos com cachorros. Você também pode ensiná-lo a reconhecer o seu rosto e o de seus amigos, assim você também poderá procurar as fotos deles apenas digitando o nome deles.
Chega de desespero quando seu aparelho parar e você perder todas as fotos que tinham lá.

Backup do WhatsApp com Google Drive e enviando por e-mail

Configuração de backup do WhatsApp
Ahh, o WhatsApp. Poucos são os que conseguem ter um smartphone sem ele instalado (se é que esse povo existe). Perder as conversas que tem nele pode ser caso de morte (!) para alguns. E se esse é o caso de vocês, saibam que existem maneiras de realizar o backup dessas conversas.
Um deles existe a tempos que é o backup realizando manualmente. Você seleciona a conversa que quer realizar o backup e ela é enviada por e-mail usando sua conta de e-mail principal no aparelho. Você pode incluir nesse envio os áudios e imagens. A conversa é mandada em um arquivos de texto simples (TXT) em anexo contendo o nome do arquivo correspondente a imagem e áudio. Mas como você pode ver, essa é uma maneira chata e feia de se fazer backup, principalmente se você quer fazer de muitas ou todas as conversas e não quer perder muito tempo fazendo isso.
Por isso que o WhatsApp melhorou isso pra nós usuários e agora podemos configurar um backup automático de todas as conversas para o Google Drive. Assim como o Google Fotos, o Google Drive, para aqueles que não sabem, serve para armazenamento pessoal. A diferença é que ele aceita todo tipo de arquivos e, mais uma vez, tudo que você precisa é ter sua conta Google funcionando e ativa no aparelho.
Você pode configurar o backup para ser realizado diariamente, semanalmente, mensalmente ou apenas quando você for lá nas configurações e apertar "Fazer backup". Assim como o Google Fotos, por padrão, o backup só é realizado se o aparelho estiver conectado no Wi-Fi, mas você pode mudar isso nas configurações. Basta ir nas configurações do WhatsApp em "Conversas e chamadas". Lá você vai em "Backup de conversas" e nessa tela você faz as configurações. A próxima vez que o WhatsApp for instalado, ele irá procurar por conversas salvas no aparelho e no Google Drive e te perguntará se deseja restaurar o que ele encontrou.

Carregamento da bateria com equipamentos originais

Aplicativo Bateria HD
Eu sei, eu sei. É complicado manter os equipamento originais. As vezes eles quebram, outras cai um raio e queima tudo, isso quando nosso animal de estimação não come metade do fio. E como os originais geralmente são caros, acabamos procurando os alternativos. Calma, não é o fim do muito usar acessórios paralelos, mas vamos esclarecer algumas coisas.
Entre o adaptador (parte que vai na tomada) e o foi em si, o adaptador é a peça que você deve se preocupar mais na hora de substituir. Ele deve ter as especificações mais parecidas possíveis com a peça original, isso quando não for possível ser exatamente as mesmas especificações. A voltagem geralmente é 5V, pois essa especificação é padrão, mas também temos a amperagem. Ela teoricamente não é preocupante desde que ela seja igual ou maior do que o aparelho exige, nunca menor. Alguns aparelhos tem carregadores que chamamos turbo, que carregam a bateria mais rapidamente e esses JAMAIS devem ser utilizados em outro aparelho que não aquele para qual foi projetado.
O cabo não é tão preocupante, mas tente confirmar se o cabo além de carregar a bateria também é compatível para realizar transferência de dados. Outra coisa que é bom verificar é o tamanho do cabo. Evite ao máximo adquirir cabos muito maiores ou muito menores do que o tamanho do original.
Essas dicas acima ajudam você a não danificar a bateria, assim como auxilia na duração da vida útil dela. Cada aparelho tem a bateria em uma capacidade específica. Os fabricantes também alegam que os equipamentos originais garantem uma boa "comunicação" entre o carregador e bateria para garantir que ela não receba carga além dos 100% e evite danos ou até mesmo explosões. Enquanto o aparelho estiver na tomada carregando, evite utilizar aplicações muito pesadas, manter a tela ligada por muito tempo ou até mesmo realizar ligações, pois isso faria ele aquecer além do normal e isso prejudica o funcionamento da bateria.

Película e capinha

Essa é uma dica que dispensa muitas explicações. A película protegerá seu aparelho contra riscos na tela e até alguns impactos (dependendo do impacto e da película). Atualmente existem inúmeras películas de vidro que ajudam a proteger a tela do aparelho contra danos relacionados a quedas. De todo modo os impactos geralmente são trabalho da capinha proteger. Ela protege o restante do corpo do aparelho contra arranhões e outras avarias causadas por quedas ocasionais e tempo de uso, mantendo o seu aparelho sempre com uma boa aparência (dependendo da capinha, claro).


Fique de olho no espaço disponível restante

Aplicativo ES Explorer
celulares de baixo custo e até mesmo alguns intermediários vem com míseros 8GB de armazenamento interno. Isso por que muitos não explicam que desses 8GB quase 3GB é ocupado só pelo sistema operacional do aparelho. Isso faz com que após a instalação de várias aplicativos e várias fotos tiradas sem um cartão de memória bem configurado, você começa a enfrentar lentidão, travamentos e a mensagem que você está com pouco espaço de armazenamento e que não pode mais atualizar os apps que tem ou instalar novos apps.
Fique sempre de olho, pois a maioria dos aparelhos precisa de pelo menos 600MB de espaço livre para trabalhar minimamente bem. Com menos que isso, as coisas sitadas acima começaram a ocorrer facilmente.
Se você tem um cartão de memória, verifique os aplicativos que podem ser passados para ele, bem como fotos, vídeos, downloads e outros arquivos que possam estar na memória local do seu aparelho. No Android Marshmallow já é possível formatar o cartão de memória e usá-lo como uma extensão da memória local do aparelho, como se eles fossem uma única memória. Isso é ótimo pois muitos aplicativos não aceitam serem instalados no cartão de memória ou não trabalham bem com o armazenamento de dados em outro local que não a memória local do aparelho.

Espero que essas dica possam ajudá-los a se organizar no uso dos seus Android's. Nome caso me ajudou muito quanto tive problemas com meu aparelho, pois não perdi nada que tinha neles.
Essas dicas te ajudaram ou acha podem ajudar alguém que você conhece? Deixe um comentário e compartilhe nas redes sociais. Tem mais dicas interessantes ou alguma sugestão? Deixe um comentário.

Nenhum comentário on "Como cuidar bem do seu Android"

Leave a Reply